texto do contexto

Há dois anos, se alguém me contasse, eu provavelmente não acreditaria.

Eu, particularmente, sempre fui muito de acreditar em destino. Acredito que pessoas nascem para determinados tipos de coisas e que a vida, de algum jeito, se encarrega de fazer com que essa coisa aconteça.

Se você já ouviu falar sobre o efeito borboleta, deve entender melhor o que eu quero explicar e onde quero chegar. Em teoria, o efeito borboleta prega que “o bater de asas de uma simples borboleta pode influenciar o curso natural das coisas e, assim, talvez provocar um tufão do outro lado do mundo”. Ou seja, se você não tivesse virado aquela rua, parado naquele sinal vermelho, conhecido aquela pessoa, tomado aquele café, se atrasado para o trabalho naquele dia, sua vida estaria totalmente diferente agora.

As pessoas que você conhece, os lugares que você frequenta, o número de vezes que você amarra o cadarço do tênis, tudo, simplesmente tudo que você faz tem um propósito maior. Quando você passa a entender e isso, você começa a enxergar a vida de uma maneira diferente e aceitar que algumas coisas, sejam elas boas ou ruins, tem que acontecer.

Quando eu penso em como cheguei até aqui, é exatamente assim que me sinto, envolta em uma teia de pequenos acontecimentos sem os quais meu sonho estaria alguns passos distantes de se tornar realidade. Por isso eu sou eternamente grata a todas as (mesmo que pequenas) casualidades que me tornaram quem eu sou, e me deram força e coragem para enfrentar um novo país, uma nova cultura e buscar sempre mais.

Nos textos daqui, tentarei contar um pouco de como foi essa experiência, dar dicas e indicações de produtos e lugares que testei e visitei, ou só desabafar mesmo (ninguém é de ferro, não é mesmo, senhora? rsrs).

Vejo vocês em breve, bebam bastante água.

keep in touch! :*

Advertisements